O município de Holambra terá de pagar R$ 30 mil em indenização para uma moradora que sofreu hemorragia e ficou internada na UTI por 26 dias após tomar medicação errada fornecida em uma farmácia do SUS.

A condenação foi confirmada nesta quarta-feira em 2a instância pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, mas ainda cabe recurso.

Nos autos, consta que a paciente sofreu hemorragia intestinal, vômito com sangue e lesões avermelhadas no corpo, por causa da medicação errada fornecida pelo município. Além disso, ao ficar internada na UTI, sofreu insuficiência respiratória aguda, infarto do miocárdio e precisou até de cirurgia.

Em nota, a Prefeitura de Holambra disse que o processo ainda se encontra em fase recursal, e que se confirmada a decisão, a indenização será paga. A nota também informou que serão tomadas as medidas cabíveis ao servidor responsável pela situação.