A prefeitura de Campinas apresentou as novas regras do programa de financiamento para construção e reforma de moradias voltado para famílias que vivem em situação de precariedade habitacional. O Fundo de Apoio à População Em Condições de Sub-habitação Urbana, o Fundap, foi criado pelo município, durante a gestão do então prefeito Magalhães Teixeira. A principal mudança é que agora o programa vai atender as famílias com renda familiar mensal de até três salários mínimos. No modelo anterior, o limite era seis salários mínimos.

A secretaria de Habitação pretende ampliar o atendimento às pessoas que estão em situação de vulnerabilidade habitacional, que vivem em moradias em condições inadequadas ou precárias. O financiamento do Fundap prevê valores de reforma de até R$ 20 mil e nos casos em que não for possível resolver o problema, o financiamento para a construção de unidades novas pode chegar a R$ 50 mil. Os valores pagos pelos beneficiados não poderão ultrapassar os 10% da renda familiar. Segundo o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, o dinheiro será liberado de acordo com a necessidade da família beneficiada. Depois disso, o cidadão passará a pagar pelo financiamento, dentro de sua realidade.

A expectativa da prefeitura é beneficiar pelo menos 200 famílias ainda neste ano. Em 2018, o programa contemplou 86.