As atividades humanas já afetam mais de 70% do solo livre de gelo do planeta. Além disso, a agricultura utiliza 70% da água do mundo. Essa é a conclusão de um relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, que mostra um planeta devastado. Uma situação, que tem se tornado cada vez mais perceptível, de acordo com a gerente adjunta de ciências na The Nature Conservancy do Brasil.

Edenise explica que a atividade humana também faz os desertos se expandirem e as regiões de seca aumentam 1% a cada ano. No Brasil, a grande preocupação é com o desmatamento, pois a redução da mata nativa brasileira interfere na capacidade de absorção de CO2, com reflexo em âmbito mundial.

Mas o relatório, no entanto, traz uma esperança. De acordo com Edenise, é possível combater a mudança climática. Ela destaca a importância de reconstituir as florestas para que absorvam o gás carbônico da atmosfera. Os solos, com sua vegetação e capacidade de refletir uma parte importante do calor do sol, absorveram quase 29% das emissões de CO2 geradas pelos humanos entre 2006 e 2016.