O inverno termina no próximo ,dia 22, mas as temperaturas registradas tem sido de pleno verão. Nesta semana, por exemplo,  a média em Campinas e região tem ultrapassado a casa dos 30º.

A consequencia da alta temperatura e a falta de chuva é a baixa umidade relativa do ar. Na última terça-feira, a umidade do ar em Campinas atingiu o índice de 17,5%, o que deixa a cidade em estado de alerta.

O clima quente e seco afeta a saúde da população, principalmente das pessoas que tem algum tipo de problema. A líder de atendimento, Luciléia Brito dos Santos, faz parte dessa lista e sofre por conta da asma. O mesmo acontece com a gerente de vendas, Fabiana Freitas, também tem enfrentado problemas com a saúde.

De acordo com pesquisadora do Cepagri da Unicamp, Ana Avila, as temperaturas continuaram em elevação nos próximos dias.

Em Campinas os termômetros devem bater a casa dos 37º e 38º. Na sexta-feira, dia 13, uma frente fria de intensidade fraca irá atingir o Estado de São Paulo na faixa litorânea. Na região de Campinas a temperatura irá cair um pouco, mas, se mantendo na casa dos 30º. Quanto a chuva, não há nenhuma expectativa para as próximas semanas.