Comercio Varejista de Campinas vê com otimismo o mercado de trabalho para o segundo semestre

O comércio de Campinas – que emprega cerca de 70 mil trabalhadores -, fechou o primeiro semestre de 2019 com 1.428 vagas formais eliminadas. O número de demissões faz parte de um levantamento realizado pelo Sindicato do Comércio Varejista de Campinas e região (SindiVarejista) em parceira com a FecomercioSP.

Apesar de parecer elevado, os números deste ano, segundo a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito, indicam uma queda no ritmo das demissões na comparação com mesmo período do ano passado, quando o segmento fechou 1.900 vagas em Campinas.

De acordo com Sanae, em entrevista para o Panorama Empresarial do Programa Um a Um com Eduardo Santana, esta quantidade de 1. 428 demissões no semestre, se deve, principalmente, ao desligamento dos temporários contratados no final do ano passado, para festas de final de ano, que foram mantidos até meados do Carnaval. “Por isso este número de demitidos”.

Sanae conta que o mercado de trabalho no setor varejista vem reagindo de forma positiva, indicando uma retomada gradual da economia local. No mês de agosto, revelou ela, houve um crescimento de 1,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. “Parece um número pequeno, mas é melhor que aquela coisa estagnada e negativa (do ano passado). Então, este número pequeno traz um certo otimismo. É muito alentador”, afirma.

Das cerca de 70 mil vagas do setor, os supermercados, que tiveram desempenho positivo no primeiro semestre, respondem por 30%, montante de aproximadamente 21 mil pessoas. Este número, afirma ela, deverá aumentar neste final de ano e inicio de 2010, com a abertura de vários empreendimentos em construção. “Nós teremos mais vagas de empregos”.

A presidente do SindiVarejista aponta outros dois fatores que devem alavancar a abertura de vagas no setor neste segundo semestre: Black Friday e Natal. “São épocas que se vende bem e nosso consumidor também está esperando estas datas.”, conta. “São duas épocas que o comerciante fica atento, esperando a oportunidade de um faturamento maior”.

 Texto: Marcelo Oliveira – Assessoria de Imprensa do BNI Planalto Paulista