Viracopos desativa corredor para desembarque devido a baixo fluxo

O baixo fluxo de passageiros no Aeroporto Internacional de Viracopos permitiu que a concessionária responsável pela administração do terminal desativasse o corredor de desembarque de passageiros. A partir de agora, quem chega a Campinas pelo terminal aéreo, desembarca pelo mesmo corredor das pessoas que estão embarcando. A desativação do corredor aconteceu porque Viracopos registra atualmente a circulação de 10 milhões de passageiros por ano.

Quando o novo terminal foi construído, visando a Copa do Mundo de 2014, a estimativa era de que o aeroporto registrasse um índice próximo de 25 milhões de passageiros ao ano. Por outro lado, a movimentação nas lojas, restaurantes e lanchonetes, que existem apenas no corredor em uso, aumentou. De acordo com o diretor de operações de Viracopos, Marcelo Mota, com o fluxo menor de pessoas, o corredor foi interditado e gerou economia, já que o uso de escadas rolantes, ar condicionado e luz, além dos serviços de faxina e vigia foram suspensos. Segundo ele, Viracopos tem hoje uma capacidade excessiva, com um número de pessoas inferior do que o previsto circulando no terminal.

De todo modo, a alteração agradou os passageiros que desembarcavam em Viracopos nesta semana. Para Paulo César, a possibilidade de passar pelas lojas é mais interessante. Já Fernanda Maciel se diz indiferente com a mudança, já que o percurso não sofreu alteração. A Concessionária que administra Viracopos informou que caso o fluxo de pessoas aumente, sistematicamente ou em ocasiões especiais, como o final de ano, o corredor poderá ser liberado novamente.