Campinas divulga preliminar de eleição de novos conselheiros tutelares

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Campinas divulgou, nesta terça-feira, o resultado preliminar da eleição para escolha dos novos conselheiros tutelares da cidade. A lista com os 25 eleitos e os 25 suplentes foi publicada no Diário Oficial. Mesmo com o fim da apuração, não houve a homologação dos cargos, já que o órgão ainda apura as denúncias relacionadas a um suposto transporte irregular de eleitores.

A comissão eleitoral do órgão tem três dias úteis, a contar desta terça, para receber questionamentos referentes à publicação do resultado. A análise deve terminar até 21 de outubro, um dia antes da diplomação. Os conselheiros são responsáveis por zelar pela proteção de crianças e adolescentes e o mandato tem duração de quatro anos. Em 10 de janeiro de 2020, os eleitos assumem os cargos. O que chamou a atenção na eleição deste ano em Campinas foi a confusão que aconteceu no dia da votação. Houve formação de filas e demora.

Para o integrante da Diretoria Executiva do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Carlos Rede Fernandes de Oliveira, os problemas aconteceram devido ao número grande de eleitores que compareceram à votação. Segundo ele, esse número cresceu 106% em relação à última eleição, realizada em 2015. Ao todo, 13.897 eleitores foram às urnas. Em 2015 foram 6.721 votantes. Segundo o Conselho, oito dos atuais membros se reelegeram.